Psicoterapia Infantil

A criança

A criança se expressa com muita facilidade, os primeiros afetos vão proporcionar acolhimento para encorajar a vida no futuro. Os “monstros” imaginários podem provocar mudança no comportamento e alimentar medos fantasiosos.

Há casos em que a bagunça e o barulho dão espaço ao silêncio e ao isolamento, causando mudança no comportamento, outros casos a criança se irrita, fica nervosa e desobediente, em ambos, significa que é um bom momento de cuidar da saúde mental dos pequenos.

Objetivo da psicoterapia infantil

O objetivo da psicoterapia infantil é auxiliar na expressão das emoções de cada criança, pois através da brincadeira ela pode expandir seus sentimentos acumulados de tensão, frustração, insegurança, agressividade, medo, espanto, confusão e re-significar os eventos traumatizantes.

Desta forma, o terapeuta exerce a função de facilitador, sendo capaz de identificar os conflitos e auxiliar na busca de melhores alternativas para lidar com eles, ao mesmo tempo em que, orienta os pais a como intervir diante dessas vivências.

Como funciona a Psicoterapia Infantil

As primeiras sessões são realizadas com os pais, ou responsáveis. O psicólogo realiza entrevistas iniciais para reunir informações sobre a história da criança e para conhecer a dinâmica da família.

As sessões seguintes são realizadas apenas com a criança. Sabemos que as crianças não expressam seus sentimentos e emoções como fazem os adultos, verbalizam menos e tem outras formas de comunicações, por isso, o atendimento à ela é feito de forma lúdica, ou seja, “brincando” (desenhos, jogos, massinhas, pinturas, etc.).

Tratar esses pequenos é tratar junto seus familiares, que serão envolvidos durante o processo terapêutico.

×